Afinal o que é UX?

.

Que tal aprender de uma vez por todas o que é a tão temida e tão falada UX? Então senta aqui que vou te contar.

“UX” significa User Experience, no português, Experiência do Usuário. Mas o que é essa tal de experiência do usuário, para que serve, será que é útil para mim? Qual sua real funcionalidade?

A UX nada mais é do que a relação da pessoa com o serviço, objeto, produto, aplicativo. Ou seja, qualquer coisa possa ser medida em experiência do uso, da interação que o usuário obteve com o determinado produto.

Diariamente e, até mesmo, sem perceber estamos em contato com a UX, sabe quando você compra um produto ou até mesmo quando participa de uma palestra e depois sai falando bem ou mal do acontecimento? Experiência do usuário!

Geralmente a UX é definida como macro ou micro, sendo:

  • UX micro – Interação específica com uma parte do sistema (Por exemplo, problema com um carrinho de bagagens no aeroporto).
  • UX macro – Relação de uma pessoa com um produto/serviço/aplicativo em todas as etapas do sistema (Por exemplo, todo voo em si, seja desde o serviço de bordo oferecido, as poltronas ou toalete deste voo)

.

De onde surgiu esse termo?

Então agora que você já entendeu um pouco mais sobre o que é a Experiência do Usuário várias perguntas vêm à mente eu aposto, por isso, vamos dar continuidade.

A origem do termo surgiu com o professor Donald Norman, que foi o primeiro a usar o termo User Experience Architect. Na época do surgimento era Vice-Presidente do Advanced Technology Group da Apple e sentiu a necessidade de saber mais sobre a experiência do usuário com seus computadores.

Segundo Donald Norman:

“User Experience é tudo! É a forma com que você sente o mundo, é a forma como você experiencia a sua vida, é a forma como você experiencia um serviço, um aplicativo, um sistema de computador. Mas é um sistema. É tudo!”  

UX vai além de telas ou interações, é a experiência como um todo.

Não há dúvidas que a experiência do usuário é totalmente subjetiva, pois a percepção e pensamento da pessoa no que diz respeito ao produto é individual. Assim como muito dinâmica, pois pode ser constantemente modificada ao longo do tempo devido ao contato com o produto/serviço a longo prazo.

A UX de um produto ou serviço relaciona-se com seu/sua:

  • Layout;
  • Forma de apresentação;
  • Função;
  • Aspectos visuais;
  • Usabilidade;
  • Eficácia.

É necessário projetar o produto ou serviço de uma forma para que aconteça a experiência positiva, levando o usuário ao ápice da Experiência do Usuário, com vídeos e designs que instiguem uma experiência positiva.

.

Qual a aplicabilidade de tudo isso?

Para criar experiências positivas primeiramente é preciso estudar seu público-alvo, entender as necessidades das pessoas com quem você está se comunicando faz com que você pense e invista em soluções focadas e eficientes.

Os negócios não se baseiam apenas em compra e venda, mas em experiências complexas antes, durante e depois da venda ou utilização do produto. A Experiência do usuário é o eco do seu produto/serviço.

  • Utilize os dados fornecidos pelo Analytics e Facebook para começar a entender o perfil do seu cliente;
  • Aplique pesquisas rápidas;
  • Converse com seu cliente pessoalmente para entender quem ele é e o que espera do seu produto/serviço;
  • Evitar sistemas complexos.

Em resumo, a satisfação do cliente significa tudo. Se a experiência UX não satisfizer os três critérios (satisfação, usabilidade e acessibilidade), provavelmente irá falhar.

Agora que sabe o que é UX, que tal começar a aplicar essas estratégias no seu negócio e melhorar a experiência dos seus usuários?

Clicando aqui você pode ler um pouco mais sobre UX, com nosso e-book gratuito.

OUTROS ARTIGOS.

2019-03-13T16:21:17-03:00