O modelo de gestão definitivo: integrando pessoas, processos, financeiro e engajamento

1 – O cenário

Todas as empresas que visam um fim lucrativo possuem o desafio de controlar todo o seu funcionamento. Portanto, elas recorrem a um modelo de gestão para que seus objetivos sejam alcançados. Acima de tudo, o principal fator de medição do sucesso de uma empresa é o FINANCEIRO, pois é um bom resultado financeiro que viabiliza a continuidade e a expansão da empresa no mercado.

Da mesma forma, o resultado financeiro é efeito do sucesso ou insucesso do meio pelo qual a empresa fornece seus serviços. Isto é, os PROCESSOS DE TRABALHO têm por objetivo executar um conjunto de tarefas. São eles que, em uma sequência estabelecida, transformam insumos em produtos e serviços ao cliente final. Portanto se faz necessário definir processos eficientes e eficazes para a garantia dos resultados a serem alcançados.

Em contrapartida, os processos são executados por pessoas. Isto significa que o desempenho dos processos está relacionado diretamente ao desempenho das pessoas que o executam. Desta forma, é essencial que haja um GERENCIAMENTO DE PESSOAL. É por meio dele que corrigimos rumo, reduzimos falhas e promovemos o desenvolvimento e amadurecimento do todo.

Além, para que tudo isto funcione de maneira crescente e positiva para a empresa aplicam-se métodos de ENGAJAMENTO. Como resultado da aplicação de técnicas de engajamento conseguimos a motivação das pessoas para a execução das tarefas e até mesmo o aculturamento de toda uma empresa, por exemplo.

2 – O modelo de gestão

O MODELO DE GESTÃO INTEGRADA tem como proposta promover sinergia entre todos os fatores do ramo financeiro, de processos, de pessoas e de engajamento. Empreender é uma ação desafiadora, porém pode ser mais simples quando aplica-se meios eficazes e assertivos no gerenciamento do todo.

Estes pilares se comportam, numa empresa, como engrenagens integradas, onde o mau desempenho de uma das partes reflete no resultado final. Por este motivo, muitas empresas tropeçam, absorvendo muitos prejuízos até aprender a tratar a gestão como sendo uma coisa só, e não como um somatório de partes diferentes.

Quando falamos da realidade de uma clínica médica pode-se, de maneira equivocada, interpretar como sendo um somatório das partes administrativa, gerencial, financeira e médica, mas na verdade todas estas partes se integram e dependem umas das outras para o sucesso da clínica.

Sendo assim, gerenciar pessoas sem considerar processos, financeiro e engajamento não trará resultados efetivos e não utilizará toda a capacidade de sucesso da empresa. E o mesmo é válido para quaisquer outros pilares citados.

3 – A proposta

A proposta da gestão integrada é eliminar os gargalos que distanciam esses pilares, por meios de soluções de gerenciamento de clínicas médicas com baixo custo, agilidade e fidelidade ao motivo dela existir. O modelo então é composto por quatro pilares que, juntos, possuem o objetivo de tornar maduro o gerenciamento de uma clínica médica, sem que para isto os especialistas da medicina tenham que se especializar em empreendedorismo.

4 – Os pilares do Modelo de Gestão Integrada (MGI)

FINANCEIRO – tem como objetivo implantar um modelo de gestão que englobe o modo como funcionam as engrenagens de uma clínica médica, bem como a maneira como elas podem ser movidas. Além disso, visa aproveitar o seu potencial máximo, eliminando os desperdícios, reduzindo os prejuízos e fortalecendo os ganhos em resultado financeiro.

PROCESSOS – tem como objetivo tornar ágil as tarefas gerenciais e administrativas da clínica médica, garantindo boa performance com baixo custo. Para isto mantém o foco no atingimento das metas e objetivos estratégicos estabelecidos, buscando sempre a coerência com os valores da clínica médica e contribuindo continuamente com sua imagem, credibilidade e confiança.

PESSOAS – tem como objetivo garantir o comprometimento dos profissionais envolvidos alinhando sua atuação na clínica com os valores e princípios da mesma. Desta forma, estabelece uma cultura de boa performance, desenvolvimento constante e atuação colaborativa por meio de uma linguagem que ofereça a valorização e o cuidado com as pessoas. 

ENGAJAMENTO – tem como objetivo tornar o ambiente um lugar onde as pessoas façam o que precisa ser feito com o sentimento de progresso e reconhecimento, transmitindo a mesma sensação aos clientes e parceiros que tenham interlocução com os profissionais da clínica.

O MGI garante que a clínica médica tenha uma cultura orientada a resultados e cooperação, com atribuições e responsabilidades bem definidas e sem subjetividade, apresentando aos administradores da clínica informações de inteligência para tomadas de decisões ágeis e seguras por meio indicadores bem definidos, geridos e tratados.

5 – Os pontos de foco

5.1 – FINANCEIRO
  • Levantamento dos sistemas utilizados em apoio ao processo de gestão
  • financeira;
  • Entendimento dos indicadores de medição e da qualidade de dados;
  • Mapeamento do nível de maturidade do controle financeiro;
  • Entendimento da segregação de contas e do cálculo de margens;
  • Entendimento do processo de gestão financeira, papéis e periodicidades;
  • Definição do novo modelo de Gestão Financeira impulsionando as alavancas financeiras da empresa, amadurecendo as reações aos cenários financeiros e a segurança nas decisões financeiras da empresa;
  • Otimização dos procedimentos de acompanhamento, análise e tratativa de dados financeiros;
  • Amadurecimento dos conceitos financeiros e da consciência das áreas envolvidas;
5.2 – PROCESSOS
  • Identificação da causa dos desperdícios em termos de esforços empregados que não agregam
  • valor;
  • Identificação dos momentos em que o processo paralisa e suas causas;
  • Identificação das oportunidades de amadurecimento do processo visando agilidade, auto desempenho da equipe e ações que viabilizem o aumento de resultados;
  • Redesenho do processo com o intuito de torná-lo mais ágil, mais eficaz e mais eficiente promovendo redução de custo e eliminando os desperdícios;
  • Confecção de um Plano de Ação que direciona todos os passos necessários para a implantação do novo processo e aculturamento da equipe;
  • Acompanhamento do progresso do Plano de Ação, se necessário.
5.3 – PESSOAS
  • Identificação das ações já realizadas com foco nas pessoas da empresa;
  • Entendimento dos valores da empresa, seu propósito e suas dores com relação ao comportamento e a gestão das pessoas;
  • Entendimento das tarefas e dos rituais das pessoas;
  • Mapeamento dos cargos, papéis, competências e critérios de remuneração e promoção;
  • Levantamento do nível de maturidade com relação ao modelo de desenvolvimento e capacitação das pessoas; 
  • Definição do novo modelo de Gestão de Pessoas contemplando a otimização do clima da empresa e a consolidação da cultura empresarial, promovendo maior motivação, satisfação e felicidade da equipe;
  • Implantação;
  • Confecção de um plano de aculturamento da equipe tornando claro o propósito e os valores da empresa, impulsionando a redução de turnover;
5.4 – ENGAJAMENTO
  • Realização de jogos que capacite, motive e engaje a equipe no nível de maturidade desejado.
  • Confecção e implantação de soluções gamificadas que crie um ambiente favorável a realização das atividades de forma intrínseca.

6 – Conclusão

Embora cada pilar possua sua lente especializada, com foco detalhado em cada disciplina de atuação, ao implantarmos uma gestão integrada destes pilares garantimos que nenhuma informação se perca, que nenhum caminho se interrompa e que todos os movimentos da clínica sejam gerenciados simultaneamente. Este caminho é que tornará possível o APROVEITAMENTO MÁXIMO DO POTENCIAL do seu funcionamento e da cooperação de todas as pessoas, o que refletirá diretamente no endomarketing da clínica, na venda de sua marca e no seu sucesso lucrativo dos resultados financeiros.

A Ekoá Jogos e Gamificação tem como propósito elevar a realidade das empresas colocando as pessoas no centro da experiência.

Criamos experiências que fundem o mundo físico e o digital de forma a promover o engajamento e atingimento de objetivos corporativos.

 

 

 

 

2020-09-16T15:08:37-03:00