As pessoas que trabalham em sua clínica performam em atendimento aos resultados esperados?

Se a especialidade do médico é a medicina em si, como gerenciar uma clínica médica garantindo boa performance das tarefas que extrapolam o campo medicinal? São tarefas que solicitam aptidões administrativas, financeiras e de gerenciamento de informações e materiais e precisam garantir o bom desempenho da clínica para transmitir uma IMAGEM DE QUALIDADE e para alcançar os resultados esperados. Além disso, o desempenho destas tarefas refletem diretamente no volume de ocorrências que podem afetar a credibilidade da clínica para com seus parceiros, a CONFIANÇA DOS PACIENTES e até mesmo os RESULTADOS FINANCEIROS.

Mas como gerenciar performances que extrapolam o campo medicinal se este é o ponto forte daquele que administra uma clínica? Trata-se de gerir pessoas e este é sempre o maior desafio de um empreendimento. Isso porque as pessoas possuem personalidades, linguagens e até mesmo valores diferenciados os quais são formados por todo o somatório de experiências vividas em sua trajetória profissional, social e familiar. Por este motivo não basta definir as tarefas a serem cumpridas e as pessoas responsáveis por executá-las, pois no dia a dia elas irão lidar com situações não controláveis por elas e podendo ter ações ou reações que afetem a imagem da clínica, a qualidade das tarefas e o resultado que se quer alcançar. É necessário estabelecer uma cultura que conduzirá as pessoas para que saibam como devem se direcionar e se portar na clínica, e para atingir este nível de comprometimento com a transformação cultural pode-se fazer uso de um MODELO DE ENGAJAMENTO.

Por este motivo é de suma importância dar atenção ao fator pessoas, pois o comportamento delas é que fortalecerá a qualidade do serviço médico e viabilizará o baixo volume de ocorrências e a ascensão da clínica. Quando a cultura é entendida pelas pessoas, estas entendem como se trabalha num determinado lugar. Para isto é necessário definir um MODELO DE GESTÃO DE PESSOAS que contemple com clareza os papéis e responsabilidades nos PROCESSOS DO TRABALHO, as competências requeridas para cada papel, os resultados esperados de cada tarefa e meios de avaliação de desempenho, o que tornará possível ciclos de feedbacks, desenvolvimentos pessoais e melhoria contínua nos próprios processos de trabalho

A Ekoá Jogos e Gamificação tem como propósito elevar a realidade das empresas colocando as pessoas no centro da experiência.

Criamos experiências que fundem o mundo físico e o digital de forma a promover o engajamento e atingimento de objetivos corporativos.

 

 

 

 

 

 

 

 

2020-09-16T11:37:47-03:00