A maneira definitiva de medir o sucesso do seu evento

A pergunta que vale um milhão de dólares: o que definiria sucesso? Difícil, né? Trata-se de um conceito subjetivo, que varia de pessoa pra pessoa. Mas no caso de eventos online, uma das maneiras de medir o resultado é avaliando a participação e a percepção do público.

Isso significa que um evento pensado para cem pessoas, por exemplo, terá sucesso se atingir ou superar esta meta. E, principalmente, se o público majoritário sair de lá satisfeito com a experiência – o que exige uma coleta de dados, normalmente, ao final do evento.

Fazendo uma analogia, para dar mais sentido à linha de raciocínio, em um evento presencial, quanto maior e mais complexo ele for, mais difícil se tornará a coleta de informações. Portanto, o mais usual é apresentar este panorama por meio de amostragem, método que traz uma certa imprecisão na análise das métricas.

Num evento digital, por sua vez, os dados são monitorados em tempo real. A vantagem é que, com isso, passa a existir a possibilidade de acesso a um relatório completo, com informações detalhadas, que um evento presencial não consegue ofertar. Exemplo? O tempo médio de permanência de um participante em um estande de exposição; a quantidade de estandes visitados por participante; entre outras métricas que podem ser definidas previamente.

Gamificação

Mas como a gamificação pode ajudar neste sentido? Pra quem não conhece, ela é uma metodologia utilizada para que as pessoas façam o que deve ser feito, ou seja, neste cenário, pode-se elaborar uma jornada gamificada que faça com que o participante permaneça o maior tempo possível em determinado ambiente ou que frequente o maior número de ambientes possíveis.

Dessa forma, a gamificação representa uma camada do evento, que tem por meta engajar o participante a ser mais ativo dentro de um evento e, assim, trazer melhores resultados.

Aprendendo com as falhas

E de que forma as falhas podem ser mapeadas para que as próximas edições não se repitam? Mesmo em um ambiente digital, existe uma equipe de operação que trabalha nos bastidores, controlando e monitorando todas as atividades, para que nada saia do controle. No entanto, obviamente, falhas acontecem, mas por ocorrerem em um ambiente controlado, é mais fácil rastreá-las, identificando suas causas e realizando os devidos ajustes para que não ocorram nas próximas edições.

No ambiente digital, há, ainda, a possibilidade de criar soluções que consigam monitorar cada passo dos participantes, bem como soluções de vendas integradas, interações realizadas entre participantes (e também entre participantes e expositores), ou seja, qualquer que seja a métrica planejada como indicador de sucesso, ela pode ser implementada em um evento digital. Portanto, esta é a maneira definitiva de medir o sucesso de um evento.

O que significa, então, o sucesso de um evento online? Considerando o objetivo do evento, sucesso significa o quão próximo deste objetivo chegamos. Desta forma, um evento que busca ampliar o seu alcance pode usar o número único de acessos como métrica do sucesso, por exemplo. O cerne da questão está em estabelecer um objetivo e, a partir dele, coletar os dados relevantes para posterior análise.

A Importância do Planejamento 

O planejamento é essencial para que se consiga um evento com o mínimo de falhas possíveis. Por meio dele, é possível identificar gargalos de desenvolvimento e execução, até pontos críticos que possam acarretar futuras falhas.

Dentro do processo de planejamento, existe, ainda, uma ferramenta muito utilizada do design de serviços, que é o blueprint. Esta ferramenta contempla todas as tarefas que podem ser realizadas em um evento, correlacionando-as com todos os pontos de estrutura e operação que devem estar prontos para que não ocorra falhas, ou seja, uma tabela de interdependência de tarefas, estrutura e operação.

Mas como medir o grau de satisfação do público? E do cliente? O que realmente comprova o grau de satisfação do público são os dados estatísticos. A repercussão e feedback são extremamente importantes, mas os dados concretizam as palavras e, desta forma, pode-se, por meio do tratamento destes dados, confirmar o grau de satisfação tanto do público, quanto do cliente

Confira nossas seis dicas valiosas para o sucesso de um evento:

  1. Defina metas claras – Todo evento possui um objetivo e estabelecer uma meta é a melhor forma de garantir que as estratégias de desenvolvimento sejam voltadas para o atingimento destas metas;
  2. Foco no participante – Tirar o participante do papel de visitante e criar uma experiência de protagonismo e autonomia gera um maior engajamento e, por consequência, aumenta a chance de sucesso;
  3. Cuidado com prazos – Mesmo em um ambiente digital, onde as coisas parecem acontecer em uma velocidade muito mais alta, é necessário se preocupar com prazos de fornecedores, sejam de conteúdos ou outros artefatos. É crucial para que o setup seja realizado com excelência;
  4. Menos integrações – Ao escolher uma plataforma para a realização de eventos, escolha uma plataforma mais completa. Algumas ferramentas são incompatíveis ou exigem um exagero de integrações para serem adaptadas, o que pode gerar algum tipo de problema caso uma das integrações falhe;
  5. Faça um ensaio geral – Assim como presencialmente, também é possível realizar ensaio em um espaço virtual. Dessa maneira, é possível verificar quais os pontos que precisam de atenção;
  6. Tenha uma equipe técnica de prontidão – Verifique se a plataforma contratada possui uma equipe técnica à disposição. Alguns problemas que podem surgir durante um evento online são de cunho técnico e necessitam de intervenção imediata. Por isso, certifique-se dessa disponibilidade.

Seguimos juntxs!

Produção de Conteúdo:
PROTIVA COMUNICAÇÃO
Texto: Flávio Resende
Revisão e Edição: Flávio Resende
Data: 9/11/2020

A Ekoá Jogos e Gamificação tem como propósito elevar a realidade das empresas colocando as pessoas no centro da experiência.

Criamos experiências que fundem o mundo físico e o digital de forma a promover o engajamento e atingimento de objetivos corporativos.

 

 

 

 

2020-12-03T15:00:09-03:00