A fantástica fábrica de fazer eventos online!

Fabricar alguma coisa dá sempre a sensação de processo, o que inclui matéria-prima, logística, conhecimento técnico, gestão, mão de obra, etapas fabris e produto final. No mercado de eventos profissionais, a lógica é bem parecida, mas com uma pitada de dinamismo incomum a outros setores. Isso porque todo dia surge uma novidade.

Com os eventos online, eleve esta pluralidade a escalas exponenciais, já que a tecnologia é ainda mais mutável e surpreendente.

O primeiro passo para a formatação de uma “fantástica fábrica de eventos” é criar, dentro de uma plataforma estruturas que sejam padrão. Na “Gamifica Aí”, temos como estrutura padrão: o mapa, tiles (que são as construções, prédios e estandes clicáveis), desafios (que fazem parte da jornada gamificada) e atividades. A partir desta lógica, de forma bem simplificada, podemos dizer que seria como trabalhar em uma esteira de produção: sobe o mapa para a plataforma, posiciona-se os tiles escolhidos, configura as atividades e os desafios. Pronto! Temos um evento saindo do forno.

O fato é que neste exemplo consideramos que tudo esteja pronto para implementação imediata. Sendo assim, é de suma importância que se esteja atento para os prazos e responsabilidades para que nada interrompa o processo de implementação na plataforma.

Mas quais seriam, então, as vantagens para o cliente? Sendo bem simplista, o baixo custo e a velocidade de implementação são os maiores diferenciais competitivos deste tipo de fábrica, pois as “peças” já estão prontas e basta um rotina de configuração e testes da plataforma para que tudo siga o fluxo para o sucesso do seu evento.

Em linhas gerais, o processo produtivo é essencialmente do cliente, que deve produzir o conteúdo no formato específico para que seja implementado na plataforma. Na sequência, a equipe envolvida realiza os procedimentos de configuração e testes antes de liberar o acesso ao evento.

Mesmo se pautando pelo simples, a tal fantástica fábrica de eventos online destaca-se pela velocidade de implementação, baixo custo de produção e pelo alto engajamento, uma vez que a jornada gamificada é desenhada para atender exatamente este tipo de evento. Como se não bastasse, traz um ambiente virtual inovador e interativo, o que amplia o tão necessário engajamento do público.

É bom que se frise que os eventos digitais sempre foram escaláveis, principalmente quando pensamos nos modelos mais tradicionais, como cursos e palestras. No entanto, encontramos uma forma escalável de realizar algo diferente, com um ambiente virtual, como um centro de convenções, contemplando estandes caracterizados.

Para exemplificar, imagine você realizando um evento em Brasília e alugando o Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Seria possível decorá-lo com a identidade visual do evento, montar estandes na área interna, mas não seria conveniente, por exemplo, derrubar paredes ou modificar a aparência da construção.

Transportando esta mesma lógica para o ambiente virtual, você pode caracterizá-lo com a identidade visual do evento, montar estandes com a mesma idv, mas não pode alterar a estrutura, pois é ela que nos dá a escalabilidade.

Para conseguir estruturar uma fantástica fábrica de eventos foram necessários meses de estudo e trabalho árduo, sem contar o envolvimento de profissionais de diversas áreas como design gráfico, UI/UX, design de serviços, design instrucional, gamificação, tecnologia e programação. Isso tudo somente para o desenvolvimento. Há, ainda, toda uma gestão de pessoas, processos e financeira, passando por um trabalho comercial assertivo e um amplo estudo do mercado para garantir que o produto seja adequado e que a escalabilidade seja possível.

Para facilitar a compreensão, podemos comparar a fábrica de eventos com uma grande caixa de blocos de montar, como o Lego. Você compra uma caixa com uma quantidade finita de blocos, em formatos diversos e pode montar a estrutura como quiser, mas não pode alterar a forma nem a cor das peças. Na plataforma “Gamifica aí” é mais ou menos assim que acontece.  Você tem o mapa, os tiles, as atividades e os desafios, que podem ser configurados da forma que quiser, mas não podem ser alterados.

Pegar carona com quem está, há um tempo considerável, debruçado sobre a estruturação da melhor formatação fabril do processo de realização de eventos, pode ser um atalho estratégico e inteligente para quem se preocupa com a excelência dos resultados. Tá esperando o que? Gamifica aí!

Produção de Conteúdo:
PROTIVA COMUNICAÇÃO
Texto: Flávio Resende
Revisão e Edição: Flávio Resende
Data: 20/11/2020

A Ekoá Jogos e Gamificação tem como propósito elevar a realidade das empresas colocando as pessoas no centro da experiência.

Criamos experiências que fundem o mundo físico e o digital de forma a promover o engajamento e atingimento de objetivos corporativos.

 

 

 

 

2020-12-04T15:27:32-03:00