Eventos online é só para quem quer resultados metrificáveis

Quando falamos em resultados de eventos online, algumas características podem ser interpretadas como sinais de sucesso ou fracasso. Ao colocar na ponta do lápis o registro do público pagante, as vendas realizadas e o número de espectadores na ocasião, é possível verificar se o projeto teve um retorno positivo. Todos esses pontos definem as métricas que, por sua vez, fazem toda a diferença.

Ao promover uma feira de vendas, por exemplo, o índice que reflete o desempenho da estrutura é, de fato, o número de compras efetuadas. Para cada tipo de evento, há um fator determinante que é capaz de mensurar os resultados e, na maioria das vezes, uma breve contagem é determinante para a avaliação final.

Entretanto, se você quer saber, na verdade, quantas pessoas foram impactadas com um conteúdo, o cenário já é outro! No mundo digital, os registros são realizados de forma mais simplificada – por estarem disponibilizados virtualmente – e isso muda toda a análise das informações que foram reunidas pelo sistema.

Hoje em dia, contamos com várias ferramentas para que os profissionais da área de eventos saibam se estão no caminho certo.

Suponhamos que você produza um vídeo sobre o seu projeto e jogue em uma rede social. Apenas com esse material é possível registrar o número de pessoas que assistiram, por quanto tempo acompanharam o conteúdo e, além disso, se interagiram com ele de alguma forma. Legal, né? As tecnologias nos aproximam do nosso público e fazem com que a gente aperfeiçoe o produto que será entregue!

É importante ter em mente que essas métricas para os eventos são estabelecidas pelo realizador. Portanto, é fundamental que, na hora de tirar o projeto do papel, cinco pontos estejam definidos para que não haja erros. Por isso, fique de olho nos seguintes tópicos:

– Tenha em mente o objetivo do evento: as métricas devem ajudar a comprovar que o objetivo foi atingido;

– Seja objetivo na escolha das métricas. Quanto mais complexa, maior a dificuldade de interpretação;

– Tenha limites. Se houver muitos dados registrados, o servidor será solicitado cada vez mais e isso pode gerar um congestionamento e lentidão na plataforma;

– Aposte na versatilidade. Alguns dados simples podem compor várias métrica mais complexas, aposte nisso;

– Não deixe o planejamento de lado, pois as métricas devem ser pensadas no início do desenvolvimento do evento.

8 ou 80

 

Os resultados mensuráveis são importantes – e fundamentais – para que o evento ganhe destaque. Entretanto, pecar por excesso ou pela falta podem destruir todo o projeto! Por isso, não queira medir cada detalhe. Toda e qualquer ação registrada tem um custo de processamento no servidor. A sobrecarga de informações é um tiro no pé.

Mas não seja radical ao ponto de não definir nenhuma medição! É preciso, sim, investir antecipadamente em uma métrica, pois, dessa forma, as estatísticas podem ser levantadas para possíveis próximos eventos.

Estamos te dando o caminho das pedras para não ter vacilos, viu? Mas se tiver alguma dúvida, pode gritar! Estamos aqui para te ajudar.

 

Produção de Conteúdo:
PROTIVA COMUNICAÇÃO
Texto: Gabriella Collodetti
Revisão e Edição: Flávio Resende
Data: 11/12/2020

A Ekoá Jogos e Gamificação tem como propósito elevar a realidade das empresas colocando as pessoas no centro da experiência.

Criamos experiências que fundem o mundo físico e o digital de forma a promover o engajamento e atingimento de objetivos corporativos.

 

 

 

 

2020-12-21T14:34:56-03:00