O que podemos aprender na interação com os e-games?

Pare e pense. Quais aprendizados você nunca esquece? Aqueles maçantes ou os que te engajaram?

A resposta é óbvia e reflete o poder dos e-games. A experiência de usuário em qualquer situação da vida é o que de fato faz a diferença. Seja para ter equipes de alta performance na sua empresa ou educar.

É fato! O que te marca, leva ao movimento, faz pensar e incentiva sua participação ativa é o que ficará mais forte na sua memória. Independente do tempo que passar.

Por isso, hoje fica aqui um convite para refletir sobre os aprendizados que os e-games podem passar. Assim como, para conhecer um pouco mais desse mercado. Preparado?

O mercado de e-games e seu potencial no Brasil

Para começar a imersão ao mundo dos e-games é bom conhecer alguns dados desse mercado.

Em primeiro lugar, o aumento da indústria gamer não para. De acordo com a Newzoo, uma empresa especializada em pesquisas desse universo, em 2019, mais de US$ 1,5 bilhão por ano era movimentado no Brasil no setor.

Número esse que vem crescendo, mesmo em meio à crise econômica, e ganhou ainda mais força durante a pandemia.

Depois, segundo um levantamento da PWC, a projeção de crescimento desse mercado é de 5,3% ao ano até 2022.

Para você ter uma ideia, a receita somente dos jogos para celulares deve subir de US$ 324 milhões para US$ 878 milhões até o mesmo ano.

Da mesma maneira, o potencial do Brasil é que ele passe do 13° para o ranking dos 10 primeiros países no uso da gamificação.

Isso tudo prova o quanto o universo de e-games tem crescido, justamente por sua capacidade de engajar.

Lições dos e-games e seus benefícios

Sem dúvidas o conceito de gamificação não é tão novo. Afinal, ele já é utilizado na educação, inclusive corporativa, há algum tempo.

Assim como, faz parte de diversas ações que visam à experiência do usuário, seja em áreas de vendas ou em eventos.

Além de ser uma maneira de engajar e prender a atenção, os e-games conseguem facilitar o aprendizado e despertam a possibilidade de explorar a criatividade.
Muitas empresas têm apostado no universo gamer como a Renner. Recentemente, ela lançou o Renner Play.

Esse é um espaço virtual com direito a mapa imersivo no Fortnite semelhante a uma loja física da marca.

Assim, nele, a pessoa pode explorar as novidades da moda ao mesmo tempo em que participa de dez minigames.

Além disso, Coca-Cola, BMW, TIM, PicPay, O Boticário, Samsung e muitas gigantes também já entraram nesse mercado.

Especialmente, para aumentar seu engajamento nas redes sociais. A Samsung, por exemplo, usou os e-games, como o Free Fire, para presentear os gamers e usuários dos seus celulares com itens exclusivos.

Então, além de engajar e criar experiências memoráveis, quais outros benefícios essas iniciativas podem oferecer? Dá só uma olhada!

Benefícios e aprendizados da gamificação, jogos e simulações

  • Sensação de pertencimento. A pessoa se vê como parte da marca ou empresa,
    já que tem acesso a itens ou áreas exclusivas;
  • Aumenta a participação em atividades propostas;
  • Eleva a eficiência do aprendizado;
  • Amplia participações voluntárias e respostas instantâneas a diversas
    questões;
  • Pode promover mudança de comportamento;
  • Motiva, envolve e recompensa os participantes;
  • Estimula o senso de grupo, todos em busca de um mesmo objetivo;
  • Reforça competências e muito mais.

Porém, é bom reforçar: para ter todos esses aprendizados com a interação com os e-games é importante ter planejamento.

Além disso, deve-se considerar a realidade da empresa, características do público e criar um projeto realmente eficaz para essas especificidades.

Quer ajuda? Entre em contato conosco e vamos tomar um café para entender o que você precisa. Até a próxima!

2021-07-29T14:01:47-03:00